(11) 4142-5731 | sprayprocess@sprayprocess.com.br| Estrada do Itaqui, 711 - Jardim Nova Itapevi - Itapevi - SP - CEP: 06690-110

Secagem por Atomização

O processo de secagem por atomização consiste em pulverizar o produto dentro da câmara submetendo-o a uma corrente controlada de ar quente, gerando a evaporação dos solventes, em geral água, obtendo-se a separação ultra-rápida dos sólidos e solúveis contidos com a mínima degradação do produto em secagem, finalizando o processo com a recuperação do produto já transformado em pó.

O equipamento expõe o solvente do produto a um gradiente controlado de temperatura por alguns poucos segundos fazendo com que o mesmo se evapore instantaneamente com um mínimo de elevação da temperatura do material seco em processo.

O controle e ajuste fino dos parâmetros do equipamento, permitem a flexibilização do seu uso, tornando a secagem por atomização um dos mais versáteis e flexíveis sistemas de secagem do mercado, possibilitando a obtenção de um produto final de excelente qualidade.

Existe uma gama muito ampla de produtos que requerem a utilização do sistema de secagem por atomização, que mantém as propriedades físico-químicas dos produtos e em alguns casos chega a melhorar essas propriedades. Através de uma solução, emulsão, suspensão ou pasta, é enorme a diversidade de produtos que se pode secar por meio deste sistema nas indústrias Química e Alimentícia. Leite em pó, sucos, sopas instantâneas, detergentes são alguns poucos exemplos de produtos do conhecimento geral.

A Secagem por Atomização é também usada para a preservação dos alimentos. Mediante este processo simples e ultra-rápido, se consegue secar os sólidos e sólidos solúveis, com a mais alta qualidade e com a preservação das características essenciais. Este processo também oferece vantagens na redução dos pesos e volumes.

O processo se caracteriza em pulverizar o fluido ou mistura de fluidos dentro de uma câmara submetida a uma corrente controlada de ar quente. Este fluido é atomizado em milhões de micro-gotas individuais mediante um disco rotativo ou bico pulverizador. Através deste processo a área de superfície de contato do produto pulverizado é aumentada enormemente, que encontrando dentro da câmara com a corrente quente de ar de secagem produz uma vaporização rápida do solvente do produto, em geral água, provocando frigorias no centro de cada micro-gota onde se encontra o sólido, que seca suavemente sem choque térmico, se transformando em pó, e concluindo o processo, com a coleta do mesmo.

Observações:

  • O forno indireto é indicado para que os gases de combustão não entrem em contato com o produto, condição praticamente obrigatória quando se trata de produto para exportação.
  • O atomizador auxiliar proporciona continuar com a maquina funcionando quando houver necessidade de manutenção desta peça.
  • Lavador de gases: onde a legislação não permite qualquer poluição, o lavador retem os sólidos finos que eventualmente sairiam pela chaminé, liberando somente os vapores de água e gases de combustão.
Secagem por Atomização

Acompanhe nos links abaixo as visualizações do que foi exposto.

Gráfico de vaporização

Secagem por Atomização


Método contra corrente

Secagem por Atomização


Método combinado tipo fonte

Secagem por Atomização


Método co-corrente

Secagem por Atomização


Tabela de especificações técnicas

Secagem por Atomização